... e deixaram-na entregue aos lavradores da primeira aldeia que toparam. A aldeia demorava às abas do Monte Córdova, serra que se empina e ondeia com as fragosissimas encostas até à vila de Santo Tirso.
In A Bruxa de Monte Córdova, pp 178-Camilo Castelo Branco

25 de outubro de 2013

Mau tempo no pomar e na horta tudo bem

O temporal dos últimos dias cá por Codeçais fez-se sentir e bem com particular incidência no pomar com o derrube e destruição de algumas árvores de que é exemplo a foto de um damasqueiro que foi cortado cerce à caldeira.

A circunstância de nos situarmos a cerca de 400m de altitude explica quase tudo.

Já na horta, a muita chuva veio em benefício dos nossos legumes. A penca plantada na 1ª semana de setembro e que esperamos vir a colher lá para o Natal está exuberante e o mesmo se passa com a couve rôxa.



3 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá
      Sempre muito delicada a Eugénia,
      Obrigado
      António A.

      Eliminar
  2. Olá,
    Também já me aconteceu por duas vezes os damasqueiros com o vento partirem-se no pegamento do enxerto. Ao que me disseram é uma situação bastante comum nesta árvore.
    Antonio

    ResponderEliminar