... e deixaram-na entregue aos lavradores da primeira aldeia que toparam. A aldeia demorava às abas do Monte Córdova, serra que se empina e ondeia com as fragosissimas encostas até à vila de Santo Tirso.
In A Bruxa de Monte Córdova, pp 178-Camilo Castelo Branco

14 de junho de 2011

Estrume de cavalo

Estamos sempre a aprender! Lá diz o ditado...
Fomos buscar umas cargas de estrume de cavalo ao picadeiro do amigo Julio Pinheiro e estavamos a fazer a amontoa do estrume separando com manga de plástico a cama feita de serradura sem palha quando aparece  o Joaquim Abílio. Tinha de ser. Para não variar lá foi sentenciando em jeito de mestre de lavoura que o estrume de cavalo é bom, mas o de coelho é ainda melhor, disse.
Ficamos um pouco embasbacados com o desplante sentencioso despropositado, mas mexer os braços ou dobrar as costas... nada, não é com ele.
Perante o nosso silêncio, lá continuou  em tom de quem não tem dúvidas. - O estrume de cavalo tem de ser muito bem curtido, aí coisa de mais ou menos um ano e se o estrume da cama tiver palha é mais depressa. Depois, quando se deitar na terra deve-se desfazer com água.

Bem, reconheço que não tenho experiência na utilização deste tipo de estrume e tenho dúvidas se o Joaquim Abílio terá razão nessa coisa de desfazer com água antes de deitar à terra. O nosso  amigo JP que nos arranjou o estrume, aconselhou a utilizá-lo depois de bem curtido, simplesmente espalhando-o na terra.
É dos books que, este tipo de estrume é considerado um fertilizante e traz melhoramentos às características físicas e químicas do solo.
Perante tudo isto, lanço um desafio aos amigos visitantes que queiram dar a sua opinião, partilhando experiências...

10 comentários:

  1. Assim, saber, saber, não sei.
    Sei que em casa dos meus avós o estrume tirava-se para um monte, iam-se colocando camadas em cima de camadas, de cada vês que se tirava o estrume dos coelhos, do porco, da burra, (não havia cavalos) das vacas etc.
    Quando era para usar, ia-se espalhar pela terra uns dias antes... Isto é do que eu me lembro.
    Mas sei que no nosso pátio havia sempre um monte de estrume, umas vezes maior outras mais pequeno e era aí que o meu avô semeava os tomates, os pimentos e os pepinos e de noite tapava-os com jornal...
    Desculpem já estou a divagar.
    bj eugénia

    ResponderEliminar
  2. Viva António,

    É uma area com alguma falta de saber pois isto de trabalhar a terra requer muitos anos de experiencia, mas uma coisa eu sei se não estiver bem curtido pode queimar as plantas com a fermentação!
    Mas que dá um bom adubo, dá

    Cumps

    ResponderEliminar
  3. Olá
    Esperava obter mais partilha do saber feito de experiencia, mas admito que o assunto não é muito usual.
    Um beijo à Eugénia e cumprimentos ao Rui Esteves, pessoas que estimo apesar de não as conhecer pessoalmente. Nota-se em ambos a sensibilidade para os assuntos da lavoura e a generosidade em partilhar saberes.

    António A.

    ResponderEliminar
  4. Olá
    Também uso estrume de cavalo. Separo em dois, um para decompor bem, outro que vou usando para misturar na terra. Espalho-a antes de lavrar, logo após a roçar as ervas, depois deixo a terra repousar um pouco. Este estrume não necessita de estar bem curtido porque não entra em contacto directo com as plantas. É um estrume que me rende muito, tem o problema das infestantes (tem sementes). Também uso de galinha, mas este vai para o compustor. Este estrume mal usado queima mesmo.
    boa continuação
    Ana Mourão

    ResponderEliminar
  5. Olá antonio! Aqui no sul do Brasil, utilizo o estrume de cavalo fazendo compostagem com minhocas da califórnia (eusenia fetida) e produzem um humus de boa qualidade. A qualidade do estrume de cavalo varia conforme sua alimentação. Quanto melhor , melhor será o seu resíduo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alexandre e alana.... estou pensando em começar uma criação de minhocas e... vendo o comentário de vcs... fiquei interessada em saber como vcs utilizam o esterco de cavalos... tipo... com a cama?? sem a cama?? qto tempo curtindo?? como curtir??
      Sei q vcs tb trabalham com isso... mas seria possível me dar umas dicas??
      abraço
      Christiane

      Eliminar
  6. costumo deitar num recipiente estrume de cavalo bem curtido e acrescentar agua. Fica uma água bem negra. depois rego os legumes com esta água. nas alfaces noo logo o "pulo" e ficam verdinha.

    ResponderEliminar
  7. o estrumo de cavalo seve-se para qual planta?

    ResponderEliminar
  8. Olá
    Serve indistintamente para todas as culturas. É um dos melhores estrumes. Apenas é necessário ter em atenção que esteja bem curtido (pelo menos meia duzia de meses a curtir tapado, bem decomposto ) quando aplicado diretamente nas raízes das plantinhas.
    Disponha.
    António A.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. no caso da relva se igual ou pasado 15 DIAS POSSO

      Eliminar